quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Mudaram as estações


Por Glauce Souza, uma apaixonada por Letras

À Jeferson Xavier e Carla Ferreira
(Estudantes do curso de Letras da UESB, campus de Jequié)



Estou à flor da pele. Daqui a alguns dias receberei o título de licenciada em Letras pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) campus de Jequié. Me despedindo da graduação, e como era de se esperar passa um filme em minha mente de tudo que vi, vivi e aprendi. Estas semanas que antecedem a minha colação de grau estão rodeadas do que chamo de reflexões/monólogos. São pensamentos como: “O que aprendi no curso de Letras?”, “O que será de mim daqui pra frente?”, “O que encontrarei em sala de aula?”, “Sentirei saudade da graduação!”, “Quero voltar à universidade!”, “E o mestrado?”, “Como mudei...” “Como o curso mudou...”
Num clima de despedida da graduação e sensível como estou não posso deixar de parabenizar a comissão organizadora e os fazedores do I Seminário de Estudos Linguísticos Teóricos e Aplicados (SELTA), ocorrido esta semana na UESB de Jequié. Para mim, o I SELTA resgata indiretamente o espaço de ações, reflexões e denúncias construído nas Semanas de Letras e no Ciclo de Eventos Linguístico, Literários e Culturais (CELIC) ocorrido em 2011.
Estudantes e professores entenderam que estes espaços são indispensáveis para o crescimento da área de Letras, por isso construíram o SELTA e ensinaram muito. A professora Rosana Alves corajosamente assumiu o desafio da coordenação e durante estes dias sinalizou muita coisa boa que está por vir. Os estudantes (não todos), mas suficientes para contribuir com a melhoria do curso, demonstraram entender também a importância destes espaços. Colocaram a mão na massa, nos livros, no microfone. Apresentaram muitos e bons trabalhos e disseram o que pensam. Foram autocríticos. Assumiram suas faltas em sala de aula, porque entendem que lá não é o único lugar do conhecimento. Muitos deles demonstraram indignação com o boicote por parte de outros professores, prática tão corriqueira e vergonhosa em nosso meio. Veteranos que reclamaram em uníssono “o currículo antigo, velho e defasado do curso”. Doutores que saíram/saem dos gabinetes, compartilharam conhecimento e instigaram os orientandos durante estes dois dias. Pesquisadores de outras universidades que apresentaram novidades e compartilharam informações.
Ao rememorar o ano de 2007, ano de início da minha graduação, e ao participar do SELTA em 2012, ano de conclusão, percebo quanta coisa mudou no curso de Letras. De lá pra cá muita coisa sem expressão ganhou vida, muita coisa raquítica cresceu, uma representação estudantil foi eleita, conhecimentos compartilhados e os desafios enfrentados.
Estou me despedindo da graduação com a certeza de que: o curso que encontrei há cinco anos, não...definitivamente não é o mesmo, alguma coisa com certeza aconteceu!
Parabéns a todos e a todas, fazedores do curso de Letras!

Vídeo da música "Por enquanto" (Cássia Eller):
http://www.youtube.com/watch?v=lYfq5vARrVw